Instituto Politécnico de Lisboa

Medicina NuclearLicenciatura

O profissional de Medicina Nuclear* atua integrado numa equipa multidisciplinar, desenvolvendo ações nas áreas da Radiofarmácia, Medicina Nuclear Convencional, Tomografia de Emissões de Positrões, Hematologia Nuclear, Doseamentos de Radioimunoensaios e Osteodensitometria.

As atividades destes profissionais consistem no planeamento, preparação e controlo dos vários radiofármacos, na identificação e seleção dos métodos e técnicas adequados ao tipo de exame, bem como na avaliação da qualidade das imagens obtidas, aconselhando os pacientes nos cuidados a ter.

Estas atividades pressupõem um conhecimento aprofundado de anatomo-fisio-patologia, de metodologias técnicas dos radiofármacos, dos equipamentos e das normas de Proteção e Segurança Radiológica.

Para além desta área de diagnóstico, que constitui a essência da profissão, o Técnico de Medicina Nuclear intervém também ao nível da prevenção, terapêutica, investigação, gestão e ensino.

*Conteúdo funcional regulado pela legislação: D.L. nº. 564/99 de 21/12; D.L. nº. 261/93 de 24/07 e D.L. nº. 320/99 de 11/08; Despacho n.º 3206/2012 de 03/12

Conselho de Curso

Professora Lina Vieira (Diretora de Curso)
Professor Luis Freire
Professora Teresa Denis
Professor Tiago Monteiro
Professora Ana Geão
Estudante Tânia Melo
Estudante Ana Lúcia Pinto
Estudante Andreia Figueiredo
Estudante Adriana Quelhas

Saídas Profissionais

  • Unidades hospitalares públicas e privadas
  • Laboratórios universitários
  • Clínicas privadas
  • Centros de ensino e de investigação
Consultar Ofertas de Emprego

Objetivos do ciclo de estudos

Os objetivos gerais orientam-se de modo a formar Técnicos de MN num conjunto de áreas do saber que constituem o Domínio Científico e Tecnológico da MN, enquadrado pela legislação nacional que regulamenta a profissão e pelos referenciais internacionais, nomeadamente ao nível da MN Convencional, Densitometria Óssea, PET, Radiofarmácia, MN Multimodal, MN Terapêutica e Laboratorial e Gestão e Intervenção em MN, contribuindo para uma mais rápida integração na vida profissional.

O objetivo geral da formação inicial em MN é qualificar os estudantes para um exercício profissional independente e autónomo e facilitar a integração e cooperação em equipas de trabalho multidisciplinares:

  • Adquirir conceitos chave das ciências biológicas, químicas, físicas, sociais e humanas, e conhecimentos de anatomofisiologia e patologia humana, que suportam a atividade da MN;
  • Promover formação aprofundada sobre física das radiações, proteção contra radiações, radiofarmácia e dosimetria, subjacentes aos procedimentos de diagnóstico e terapêutica em MN;
  • Facultar a aquisição de competências nas áreas as novas tecnologias, processamento e registo de dados;
  • Adquirir conhecimentos sobre a legislação e regulamentação do uso de radiações ionizantes;
  • Adquirir conhecimentos relacionados com as responsabilidades legais e os aspetos éticos do exercício da profissão;
  • Reconhecer o valor da formação e da investigação ao longo da vida para o desenvolvimento da profissão.

 

Notícias

 

Alumni ESTeSL

Eventos Científicos


Mobilidade Internacional


Iniciativas

Dados de Acesso em Concursos Anteriores

 201120122013
 1ª Fase2ª Fase1ª Fase2ª Fase1ª Fase2ª Fase
Vagas35535123520
Candidatos236302985020730
Nota de Candidatura do Último Colocado pelo Contingente Geral154,8141,9157,0148,5142,1120,4

Fonte: DGES – Direcção-Geral do Ensino Superior