Instituto Politécnico de Lisboa

ESTeSL

Com mais de 30 anos de história, a Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa (ESTeSL), integrada no Instituto Politécnico de Lisboa (IPL), oferece diversos cursos de licenciatura e mestrado na área das ciências da saúde.

Na ESTeSL os estudantes dispõem de instalações modernas, com laboratórios devidamente equipados para o ensino clínico. Os mestrados e cursos de formação permitem uma atualização constante de conhecimentos, que reforça as competências científicas e de especialização dos licenciados em diferentes áreas da saúde.

A exigência científica e pedagógica da ESTeSL é sustentada por um corpo docente dinâmico e qualificado e garantida por um sistema de avaliação de qualidade. O reconhecimento de formação de excelência por parte dos parceiros nacionais e internacionais implica um desafio constante: continuar a apostar na exigência científica dos nossos cursos, permitindo no entanto que os estudantes tenham contacto com a prática e ambiente profissional desde o início do curso, o que se traduz numa grande variedade de estágios em empresas, hospitais, clínicas, laboratórios, centros de saúde e indústria.

Os profissionais de saúde formados na ESTeSL são uma referência para o mercado de trabalho e isso reflete-se na alta empregabilidade dos recém-licenciados.

A Escola aposta ainda na internacionalização a vários níveis: para além dos estudantes internacionais que são recebidos todos os anos, os estudantes da ESTeSL têm a possibilidade de realizar períodos de mobilidade em instituições de ensino superior estrangeiras de grande prestígio.

A área da investigação é outra vertente em constante desenvolvimento, sustentada no Centro de Investigação em Saúde e Tecnologia (CIST-ESTeSL), nos vários Grupos de Investigação em funcionamento na Escola e em parcerias com diversos centros de investigação universitários de referência. A ESTeSL marca ainda presença em diversas redes académicas e profissionais internacionais e nacionais que incentivam as atividades de investigação.

Por fim, mas mais importante, a abordagem humanizada e centrada no estudante é um dos vetores que orienta a vida académica, tanto no processo de aprendizagem como na organização dos serviços e no apoio personalizado ao estudante.