Instituto Politécnico de Lisboa

História

1980 – Dá-se a reestruturação do Centro de Formação de Técnicos Auxiliares dos Serviços Complementares de Diagnóstico e Terapêutica de Lisboa resultando o processo na criação da Escola Técnica dos Serviços de Saúde de Lisboa (Sede em Entrecampos), ministrando cursos de 3 anos pós ensino secundário.

1981 – O primeiro dia de aulas acontece a 12 de janeiro de 1981 (no Anfiteatro do Instituto Português de Oncologia – IPO de Lisboa), data em que atualmente se comemora o Dia da ESTeSL.

1982 – Em setembro é publicado o Decreto-Lei que cria a Escola Técnica dos Serviços de Lisboa – ETSSL.

1986 e 1987 – A Escola é dotada de um conjunto de instrumentos legais, que lhe permitiram reforçar a sua missão: regulamento sobre o seu ensino e funcionamento; criação de um curso pós-graduado com um ano de duração (Curso Complementar de Ensino e Administração); criação de uma estrutura orgânica que facilitou o primeiro recrutamento de profissionais de diagnóstico e terapêutica para o desempenho de funções docentes em regime integral. 

1990 – São publicados novos planos de estudos, que constituíram a base de um inovador modelo pedagógico centrado na interdisciplinaridade e no aprofundamento dos saberes próprios das profissões de diagnóstico e terapêutica, o que potenciou o reconhecimento da Escola como estabelecimento de Ensino Superior.

1993 – Integração da Escola no Sistema Educativo Nacional, ao nível do Ensino Superior Politécnico, com a alteração da sua designação para Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa – ESTeSL.

1994 a 2000 – No decorrer do seu regime de instalação, a ESTeSL sofreu uma profunda reestruturação da sua organização e dinâmica científica e pedagógica, que se traduziu no recrutamento de um quadro efetivo de docentes de várias áreas científicas, na qualificação académica da docência, no aumento da oferta de cursos e da sua população estudantil e na implementação dos cursos de licenciatura bietápica (1999/2000), passando os cursos para 4 anos de duração, sendo o 1º ciclo constituído por três anos e o 2º ciclo por um ano letivo.

2001 – A ESTeSL foi dotada de uma nova sede com instalações próprias numa zona moderna na área oriental da cidade de Lisboa, Parque das Nações.

2004 – O dia 21 de julho de 2004 marca a data da integração da ESTeSL no Instituto Politécnico de Lisboa (IPL), com Estatutos homologados e publicados em outubro de 2004, iniciando um novo ciclo, enquanto Escola em regime efetivo de funcionamento, através de um modelo de gestão assente na participação democrática de toda a comunidade académica (estudantes, docentes e pessoal não docente).

2008 – Implementação da adequação dos cursos de Licenciatura ao Processo de Bolonha.

2009 – Foram aprovados os primeiros planos de estudos de Mestrados ministrados exclusivamente pela ESTeSL.

2010 – A 30 de junho foram homologados os novos Estatutos da ESTeSL (PDF 306KB), adequados ao Regime Jurídico das Instituições de Ensino Superior (RJIES), atualizados em agosto de 2013, cuja última atualização ocorreu em março de 2020.

2015 – A ESTeSL reestruturou a sua oferta formativa com a implementação de 3 novos cursos de Licenciatura que resultaram da agregação de cinco cursos de Licenciatura em funcionamento, acompanhando a reforma que se instalou a nível nacional. Entretanto lançaram-se novos cursos de 2º ciclo (Mestrados) em parceria com outras instituições de ensino superior.

2016 – Foi criado o Centro de Investigação em Saúde e Tecnologia. A ESTeSL comemorou os seus 35 anos de existência com um programa de comemorações ao longo do ano letivo 2015/2016, onde partilhou com toda a comunidade académica, antigos alunos, parceiros e sociedade em geral o seu percurso na área do ensino, da investigação e da prestação de serviços no âmbito das ciências da saúde. Visite a Galeria de Imagens dos 35 anos da ESTeSL.

2018 – Criação do Laboratório de Genética Humana e inauguração do equipamento Next Generation Sequencing, financiado pelo programa Portugal 2020 – Lisboa 2020 e que permite fazer, numa única leitura (do DNA), a sequenciação do Genoma inteiro. Implementação de 5 novos cursos de 2º ciclo (Mestrados). Reforço da oferta formativa de cursos de atualização de curta duração.

2019 – O Centro de Investigação em Saúde e Tecnologia da Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa (H&TRC), foi aprovado pela FCT, I.P. com a classificação de Bom para o período de 2020-2023;

Atualmente, com cerca de 2000 estudantes, a ESTeSL conta com 246 docentes (89 docentes a tempo integral, na sua maioria doutorados) e 42 funcionários não docentes, tendo até 2019, diplomado mais de 11.000 profissionais de saúde. 

A ESTeSL, enquanto estabelecimento de Ensino Superior norteia-se pelos princípios fundamentais definidos para este nível de ensino, através da simbiose entre o ensino e a investigação em ciências e tecnologias da saúde, na missão ímpar de qualificação de recursos humanos da saúde, contribuindo para a melhoria dos padrões de qualidade do ensino e eficácia da prestação de cuidados de saúde à comunidade. 

 

 
Notícias relacionadas 

 



Auditório do Instituto Português de Oncologia de Lisboa – 1ª aula da ESTeSL – 12 de Janeiro de 1981 Sede da ESTeSL entre 1980 e 2001 – Entrecampos Escola Secundária Marques de Pombal – local onde decorreram aulas da ESTeSL de 1999 a 2001 Externato Marquês de Pombal – local onde decorreram aulas da ESTeSL na década de 80 Hospital Curry Cabral – "pavilhão pré-fabricado", local onde decorriam aulas da ESTeSL antes de 2001 Escola do Serviço de Saúde Militar – local onde decorriam aulas da ESTeSL antes de 2001 Lançamento da 1ª Pedra das atuais instalações da ESTeSL Inauguração das atuais instalações da ESTeSL no Parque das Nações – 7 de maio de 2002