Instituto Politécnico de Lisboa

Internacionalização

Num mundo cada vez mais global, o desenvolvimento de sinergias entre as áreas da educação, da formação profissional e da cultura são essenciais ao desenvolvimento económico e social. No que concerne às Tecnologias da Saúde, a internacionalização tornou-se um imperativo para estudantes e docentes.

Conscientes das novas realidades emergentes, a ESTeSL tem realizado uma forte aposta na mobilidade de estudantes, docentes e não docentes, ao abrigo de programas e protocolos que têm sido celebrados pela Escola com outras instituições internacionais, nomeadamente através dos Programas Erasmus e Leonardo da Vinci, no âmbito europeu.

A nível da cooperação com a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), a Escola participa em acções de formação inicial e contínua em Angola, Moçambique e Timor-Leste.

Nos últimos 5 anos, a ESTeSL contabilizou cerca de 450 estudantes em mobilidade, tendo já recebido cerca de 290 estudantes provenientes de instituições parceiras no plano europeu e da CPLP.