Instituto Politécnico de Lisboa

Ações de promoção da saúde no Agrupamento de Escolas Alves Redol 26 abr 2018

Ações de promoção da saúde no Agrupamento de Escolas Alves Redol

O curso de licenciatura em Ciências Biomédicas Laboratoriais da Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa (ESTeSL-IPL) realizou nos dias 10, 17 e 19 de abril de 2018, no Agrupamento de Escolas Alves Redol, em Vila Franca de Xira, diversas ações de sensibilização e promoção da saúde.

Estudantes e docentes da ESTeSL abordaram as temáticas “Álcool e Jovens em Idade Escolar: Comportamentos e Conhecimentos Associados ao Consumo”, dirigida a turmas do 9º ano de escolaridade, “Ação de Educação para a Saúde e Prevenção do Carcinoma do Pulmão”, dirigida a alunos do 7º ano, e “Ação sobre Infeções Sexualmente Transmissíveis: Abordagem Global e Meios de Diagnóstico”, destinada a alunos do 10º ano de escolaridade.

Muitos dos problemas de saúde associados aos comportamentos de risco ao nível do consumo do tabaco, abuso do álcool e infeções sexualmente transmissíveis (IST) podem ser prevenidos, ou significativamente reduzidos, através da realização deste tipo de programas escolares efetivos, por essa razão, os profissionais de saúde e os estudantes de Ciências Biomédicas Laboratoriais desempenham um papel fundamental na promoção de estilos de vida saudáveis.

A realização destas ações é cada vez mais importante pois a primeira experiência com o cigarro inicia-se no ensino básico, podendo passar rapidamente para um uso frequente e consequentemente consumo (sendo uma das maiores causas de morte no mundo), o consumo de álcool nos jovens também se inicia cada vez mais cedo, atualmente por volta dos 15 anos, e as infeções sexualmente transmissíveis (IST) acontecem, com maior frequência, através das relações sexuais, que têm início precocemente. Em 2015, cerca de 1,1 mil milhões de pessoas em todo o mundo estavam infetadas por IST que não VIH, sendo referidos cerca de 530 milhões de pessoas infetadas com herpes genital e 290 milhões de mulheres com HPV.

Para além de terem assistido às sessões de sensibilização ao longo dos três dias, os mais de 250 alunos deste Agrupamento que foram abrangidos por estas ações tiveram oportunidade de participar e praticar atividades de meio laboratorial como a visualização macroscópica de fígado e o manuseamento com dissecção de nódulos hepáticos de fígado, entre outras.

A ESTeSL congratula-se com o trabalho de voluntariado dos seus docentes e estudantes em prol da comunidade.